Funcionamento Águas de Fafe

1. Quando começa a funcionar a Águas de Fafe?

A Águas de Fafe assume a responsabilidade pela exploração do Sistema Municipal Público de Distribuição de Água no concelho desde o dia 11 de setembro.

2. O que muda com a nova empresa?

Esta mudança não acarreta quaisquer mudanças para os clientes e é automática. Mantêm-se contratos, contadores, assim como o serviço e a distribuição, sem interrupções.

3. Os colaboradores da empresa são os mesmos?

Os colaboradores anteriormente ao serviço da INDAQUA Fafe estão agora ao serviço da Águas de Fafe.

4. Quem vai enviar-me a fatura?

A Águas de Fafe é responsável por todas as questões, incluindo faturação, desde 11 de setembro.

5. Posso continuar a enviar as leituras como anteriormente?

Poderá submeter a sua leitura diretamente em www.aguasdefafe.pt/leituras  ou, pelo telefone, através dos números 229 997 979 ou 965 909 279.

6. Vai ser possível aderir à fatura eletrónica ou bimestral?

Poderá aderir à fatura eletrónica em www.aguasdefafe.pt/faturacao ou no balcão de atendimento.

7. O que faço se quiser ligar-me à rede?

Poderá obter toda a informação no Balcão de Atendimento ou online, em www.aguasdefafe.pt/novas-ligacoes

8. Vou pagar mais ou menos pela água? O tarifário muda?

Estamos empenhados em garantir o melhor serviço ao melhor preço. Poderá consultar o nosso tarifário em www.aguasdefafe.pt/tarifario.

9. Como posso entrar em contacto?

Poderá dirigir-se ao balcão de atendimento ou contactar-nos pelo telefone 253 700 020 ou através do site.

10. O balcão é o mesmo? Funcionará da mesma forma?

Poderá tratar de todas as questões no local habitual: o balcão de atendimento da Águas de Fafe mantém-se no Largo 1.º de Dezembro.

Água da torneira

1. A água distribuída pela Águas de Fafe é potável?

A água distribuída pela Águas de Fafe cumpre com os critérios de qualidade da legislação vigente, sendo, por isso, própria para consumo humano.

A Organização Mundial de Saúde e a União Europeia consideram como potável a água que pode ser consumida por um indivíduo diariamente, durante toda a sua vida, sem representar quaisquer riscos para a sua saúde.

As primeiras normas relativas à qualidade da água destinada ao consumo humano surgiram há muitos anos, estipulando a ausência de microrganismos patogénicos e de componentes tóxicos prejudiciais à saúde. Com o tempo e o progresso científico registado, tais normas evoluíram e tornaram-se cada vez mais restritas, permitindo assegurar, hoje em dia, um controlo rigoroso da qualidade da água no ponto final de distribuição – a torneira do consumidor.

Em Portugal, as normas relativas à qualidade da água destinada ao consumo humano são fixadas pelo Decreto-Lei n.º 306/2007 de 27 de agosto, que transpõe para o direito interno a Diretiva n.º 98/83/CE, do Conselho, de 3 de novembro.

2. Como comprova a Águas de Fafe que a água distribuída é potável?

Através da realização de análises à água distribuída pela rede pública.

De acordo com as disposições legais em vigor, a Águas de Fafe elabora e implementa anualmente um Programa de Controlo da Qualidade da Água (PCQA), aprovado pela ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos.

O referido PCQA estipula a frequência e o tipo de análise a realizar e os locais onde serão recolhidas as amostras de água. A Águas de Fafe promove a realização de análises laboratoriais semanalmente, em laboratórios independentes e acreditados, previamente aprovados pela ERSAR.

Em complemento às análises regulamentares, a Águas de Fafe realiza ainda um número significativo de análises de controlo operacional, ao longo de vários pontos do sistema de distribuição.

 

3. A Águas de Fafe divulga os resultados obtidos nas análises da água distribuída?

Sim. Os resultados das análises são divulgados trimestralmente, conforme estipulado na legislação em vigor.

A Águas de Fafe disponibiliza para consulta pública os Relatórios de Qualidade nos respetivos balcões de atendimento e aqui.

Na fatura também são apresentados, de forma resumida, os últimos resultados conhecidos, relativos ao controlo de qualidade efetuado na zona de abastecimento afeta a cada local de consumo.

4. Onde são recolhidas amostras para análise da água distribuída?

As amostras são recolhidas no interior de uma instalação ou estabelecimento, em torneiras normalmente utilizadas para consumo humano.

5. Sendo as amostras recolhidas na torneira do cliente, poderá a rede predial influenciar os resultados de qualidade?

Sim. O cliente é responsável pela sua rede predial (canalizações, reservatórios, torneiras, etc.).

Se a rede predial não estiver em boas condições de conservação e/ou manutenção ou se houver alguma ligação ilícita a outra origem de água, os resultados das análises não serão representativos da água distribuída pela Águas de Fafe.

6. O que deverei fazer para garantir a qualidade da água no interior da minha casa ou estabelecimento?

Deverá assegurar que a sua rede predial está em boas condições quer de conservação quer de manutenção. Os materiais utilizados na rede predial em contacto com a água devem ser adequados. Se existirem cisternas de água, estas deverão ser limpas periodicamente.

Além disso, nunca deverá permitir a entrada de água de outras origens (poços, minas, etc.) na sua rede predial.

As ligações ilícitas a outras origens de água poderão representar sérios riscos para a saúde. Além disso, a água proveniente dessas ligações ilícitas poderá contaminar a água da rede pública.

7. Por que motivo a água da rede pública apresenta por vezes cheiro e/ou sabor a cloro?

O cloro é um agente desinfetante, adicionado à água na etapa final do seu tratamento – a desinfeção. O cloro cria uma barreira à deterioração da água e tem por objetivo eliminar bactérias e outros microrganismos que possam contaminar a água durante o seu transporte e armazenamento, ao longo do sistema de distribuição.

A presença de cloro é fundamental para assegurar a qualidade microbiológica da água na torneira do consumidor. Embora a legislação em vigor não estipule um valor paramétrico para o cloro, é recomendado que a sua concentração na água distribuída seja de 0,2 a 0,6 mg/L.

A Águas de Fafe tem mecanismos de controlo do cloro, na rede de distribuição, de modo a que possam ser tomadas medidas corretivas sempre que surjam desvios ao intervalo recomendado de concentrações.

Ainda assim, por vezes, o teor de cloro é suficientemente elevado para causar algum cheiro e/ou sabor, tornando a água menos agradável.

8. A água com cheiro e/ou sabor a cloro continua própria para consumo?

Sim. Dentro das concentrações de cloro normalmente encontradas em redes de abastecimento público, e mesmo que sejam pontualmente ultrapassados os valores recomendados (0,2 a 0,6 mg/L), a água continua própria para consumo humano.

9. É possível eliminar o sabor a cloro da água, tornando-a mais agradável ao paladar?

Sim. Existem alguns gestos simples que poderão eliminar o sabor a cloro da água:

  • Deixar a água repousar algum tempo antes de ingeri-la;
  • Armazenar a água no frigorífico num recipiente de vidro fechado (por exemplo, uma garrafa ou uma jarra), antes de consumi-la. A temperatura irá neutralizar o sabor a cloro;
  • Adicionar umas gotas de limão ou umas folhas de menta à água.

10. E se a água apresentar coloração branca, está própria para consumo?

Normalmente, a coloração branca deve-se à presença de ar dissolvido na água.

Esta coloração branca é passageira e desaparece rapidamente à medida que a água escoa através da torneira e o excesso de ar é libertado.

Encha um copo com água esbranquiçada e deixe-o repousar durante alguns minutos. Se a coloração desaparecer, de baixo para cima, a água continua própria para consumo (a coloração era devida ao ar dissolvido). Se a coloração persistir, deverá contactar a Águas de Fafe.

11. Se houver um problema de qualidade na água distribuída, que medidas serão tomadas pela Águas de Fafe?

A legislação em vigor estabelece todos os procedimentos que devem ser tomados em situação de incumprimento dos critérios de qualidade.

Se for detetada uma situação de incumprimento, a Águas de Fafe inicia de imediato um processo de investigação para identificar as causas associadas, incluindo a realização de contra-análises. Seguidamente, são tomadas as medidas corretivas necessárias.

Quer a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos quer a Autoridade de Saúde local são informadas de todo o processo relativo à situação de incumprimento, podendo atuar junto da Águas de Fafe, de acordo com as disposições legais em vigor.

Leitura do Contador e Faturação

1. Como posso comunicar a leitura do contador?

Todos os meses é possível fornecer a leitura registada no contador, para efeitos de faturação.

Pode fazê-lo através do site ou do nosso contacto telefónico destinado à comunicação de leituras. Em alternativa, pode também dirigir-se pessoalmente ao balcão de atendimento.

Deverá indicar sempre o seu código de identificação de leitura, conforme indicado aqui.

Contudo, de dois em dois meses, os leitores da Águas de Fafe, passam no local de consumo para recolha de leitura.

2. A Águas de Fafe deve ter acesso ao contador? Com que periodicidade?

Deve permitir e facilitar o acesso dos contadores e rede predial aos técnicos da Águas de Fafe, devidamente identificados, tendo em vista a realização de trabalhos no contador ou medidor de caudal quando exista e/ou ações de verificação e fiscalização, sempre que necessário.  O não cumprimento desta obrigação pode originar a suspensão do fornecimento de água, após as diligências previstas na legislação aplicável.

3. Como se lê o contador?

Devem ser apenas considerados os números à esquerda da vírgula, ou seja, com o fundo de cor branca ou preta, correspondentes aos m3 de água consumidos. Devem ser desprezados os números a vermelho.

Saiba mais aqui

4. Quando é que a Águas de Fafe faz a leitura do contador?

A Águas de Fafe efetua leituras de 2 em 2 meses. No caso de não haver leitura, a fatura é emitida com base numa estimativa calculada pelo consumo médio apurado entre as duas últimas leituras reais.

Pagamentos

1. Após a data limite de pagamento, posso efetuar o pagamento por multibanco?

Após a data limite, o pagamento de faturas pode ser feito no balcão de atendimento ou através de vale postal ou cheque.

Note que, em caso de incumprimento do prazo fixado na fatura, receberá um notificação da Águas de Fafe para proceder ao pagamento do valor devido, sendo este acrescido dos juros.

Caso este novo prazo seja ultrapassado, a Águas de Fafe poderá suspender o fornecimento de água.

2. Tenho faturas em débito. Quais as consequências?

Serão acrescidos juros de mora, calculados até à data de pagamento. Será informado, através de aviso de corte, das faturas em atraso e da data em que passa a estar sujeito à interrupção do fornecimento de água.

3. Como posso pagar as faturas?

O pagamento pode ser feito através de Payshop e Multibanco, utilizando a referência indicada na fatura, em cheque ou vale postal dirigido à Águas de Fafe.

Em alternativa, também é possível efetuar o pagamento nos balcões de atendimento da Águas de Fafe.

4. Posso receber as faturas em morada diferente da morada do local de consumo?

As faturas podem ser enviadas em papel para qualquer morada em Portugal continental. Para tal, basta que o titular do contrato o solicite por escrito, através dos meios de contacto que colocamos ao dispor ou nos nossos balcões de atendimento.

Se optar pela via eletrónica, poderá receber a sua fatura no seu e-mail, em qualquer parte do mundo.

5. Qual a periodicidade da faturação?

A faturação é feita mensalmente. Contudo, pode optar pela fatura bimestral (de 2 em 2 meses), evitando a estimativa de consumos. Saiba mais aqui.

6. Tenho a água cortada por falta de pagamento. Como devo proceder?

Deve dirigir-se ao nosso serviço de atendimento para efetuar o pagamento das faturas em dívida e proceder ao pagamento da Tarifa de Restabelecimento e Caução (caso não opte pelo pagamento por débito direto), de acordo com o tarifário em vigor.

Fugas, Avarias e Reparações

1. O que fazer em caso de fuga na via pública?

Caso exista uma fuga na rede pública de abastecimento de água, deverá de imediato informar o serviço de Piquete, através do contacto 253 700 020.

2. Quem é responsável pela reparação das redes prediais/canalizações domiciliárias?

Compete ao proprietário ou usufrutuário dos prédios a conservação, reparação e renovação das canalizações que constituem os sistemas de distribuição predial. Define-se como canalização predial ou particular toda a canalização do edifício até ao limite da propriedade. Para proceder à reparação, poderá interromper o fornecimento de água fechando o passador de segurança existente após o contador.

Caso a avaria se localize nesse passador, deverá solicitar à Águas de Fafe a interrupção do fornecimento, para que esta possa prosseguir com a reparação.

3. Quem é responsável pelos gastos de água numa fuga nas canalizações domiciliárias?

Os clientes são responsáveis por todo o gasto de água em fugas ou perdas nas canalizações dos sistemas prediais e nos dispositivos de utilização.

Fale Connosco
Definições de Cookies

A Águas de Fafe pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Submeter Preferências